Molho Chilli Agridoce

22 de Novembro de 2017

Há um ano atrás diria firmemente que "não gosto de sushi! Comer peixe cru, eu?! É que nem pensar!" mas a verdade é que há alguns meses experimentei sushi de fusão, num restaurante incrível (posso fazer uma publicação sobre ele se quiserem!), e adorei... e uma das coisas que mais gostei foram os crepes de vegetais com molho agridoce... não sou grande fã de picante, mas este molho é simplesmente incrível e eu tinha que experimentar, obrigatório!

Quando vi a receita no blogue da Joana pareceu-me perfeita, mas revelou-se difícil (e mais tarde caro) encontrar o vinagre de arroz por isso, e com o seu consentimento, utilizei vinagre de sidra para substituir, carreguei nas malaguetas e retirei o gengibre que, pessoalmente, não tinha sentido no molho quando fomos ao sushi, por isso não ia estar presente no meu também. E cá está a receita... o molho ficou delicioso, tem a doçura e o picante perfeitos. E vai acompanhar na perfeição os meus crepes de legumes caseiros... já tenho água na boca!


Giveaway - É Doce, É Yämmi - Resultados

O Natal está quase a chegar! Acredite em mim, daqui a nada está na sua sala a montar a árvore de Natal, a decorar todo o espaço, a pensar nas prendas que quer oferecer, na família reunida à volta da mesa, nos doces maravilhosos que vai preparar para a noite de Natal, na alegria das crianças ao receber a tão esperada visita do Pai Natal... ai, como eu adoro o Natal!

Adoro montar a árvore, decorar toda a casa... adoro as músicas natalícias que tocam em casa esquina, os enfeites por todas as ruas, o cheirinho a castanhas assadas, os doces tradicionais acabadinhos de fazer... aletria, rabanadas, pudim e pão-de-ló não podem faltar! As crianças esperam ansiosamente a chegada do velhinho de barbas brancas... eu espero ansiosamente o ataque à mesa das sobremesas!

Em É Doce, É Yämmi, da Porto Editora, vão encontrar mais de 100 receitas recheadas de sabor, carregadas que amor, que vão facilitar (e muito!) a sua vida neste Natal, desde inovações a doces tradicionais... os seus convidados vão falar da sua mesa repleta de doces até ao Natal seguinte!


É doce, é Yämmi

Editor: Porto Editora
P.V.P.: 17,70€
ISBN: 978-972-0-03026-9
Páginas: 136

Em parceria com a Porto Editora vamos hoje oferecer um exemplar deste livro delicioso, É Doce, É Yämmi, repleto de sobremesas e doces portugueses! E chegou a hora de conhecer-nos a vencedora desta livro bem docinho...

Parabéns Vera Ferreira!
Parabéns à vencedora... entrarei em contacto contigo brevemente e, após a recepção do meu e-mail, tens 48 horas para me enviar os teus dados pessoais para que possas receber o prémio!

Obrigada a todos pelas vossas participações!


Acompanha-nos também em:

   

Pescada com Especiarias

20 de Novembro de 2017

O nosso congelador chegou a um estado de caos autêntico. Vamos aproveitando promoções, aproveitando os legumes da época (que lavamos, cortamos e congelamos), comprando coisas novas para experimentar e... ele está a abarrotar! O que é péssimo para o funcionamento do congelador porque vai acumulando cada vez mais gelo, que aumenta o consumo energético do mesmo. Por isso era urgente começarmos a esvaziar, gastar tudo o que lá estava e fazer uma limpeza geral!

E assim surgiu esta pescadinha com especiarias. Tínhamos algumas postas de pescada, mas estávamos cansados das receitas habituais... então peguei nas especiarias e comecei a misturar algumas das nossas favoritas. As especiarias dão sempre um up às nossas receitas, parece que viajamos a cada garfada, por isso final feliz para a pescadinha!


Bolo de Requeijão e Citrinos

17 de Novembro de 2017

Havia um requeijão sozinho, abandonado no meu frigorífico. Sem destino certo, sem futuro à vista. Triste e solitário. Até que um dia vi uma receita maravilhosa, num blogue que adoro, e decidi adaptar (uma vez mais!) aos gostos cá de casa. Adoramos bolos de laranja, limão, tangerina, de belos e sumarentos citrinos que fornecer a sua casca (replecta de óleos perfumados) e o seu sumo. E porque não juntar todos? Reunir o melhor de cada um, num único bolo?!

E assim foi... e assim nasceu um bolo simples, delicioso, com uma textura que faz lembrar as pequenas queijadinhas... um bolo a repetir sem dúvida!


Creme de Espinafres

15 de Novembro de 2017

Tenho um enorme trauma com dentistas. Usei aparelho de correcção dentária durante 3 anos, na minha adolescência, e não foi o facto de gozarem comigo (mais conhecido como bullying, nos tempos que correm) que conduziu ao trauma, mas sim a minha dentista. Seria possível eu ter ido parar numa dentista mais "massa bruta" que aquela?! Acho que não. Estava destinado, e assim sofri durante três longos anos à sua mercê. E foi tudo tão doloroso para mim que durante muitos anos (mais do que me orgulho de dizer!), menosprezei as idas ao dentista, recusava-me a colocar os pés num novamente durante muito, muito tempo!

Mas, os malvados dentes do siso tinham que aparecer! E tornou-se inevitável... mas encontrei uma médica de sonho, tive a sorte de encontrar a Dra. Sara que é capaz de arrancar dentes sem darmos por ela sequer! Acreditem no que vos digo. Sentei-me na cadeira, ela deu-me uma anestesia real (em que eu não sentia nada de nada!) e 2 minutos depois dizia-me que o primeiro dente já tinha saído, e perguntava se eu estava preparada para o segundo! Claro que estava caramba! Que sonho!

A recuperação do processo já não foi tão fácil. Foram muitos dias a líquidos apenas, a comer sopas frias, puré de batata frio com carne picada fria, muitos sumos e gelados, e ainda assim as dores demoraram muito a passar. E o creme de espinafres foi um dos meus melhores companheiros! Gosto muito de sopas e cremes com espinafres, porque além de ficaram deliciosos, este legume tem tantos, mas tantos bons nutrientes... é incrível! Então, como eu não podia comer muitas coisas, tentei fazer um creme cheio de legumes do bem, de coisas boas para me ajudarem a recuperar... e cá está ele!


Feijoada de Argolas de Lulas

13 de Novembro de 2017

Antes de mais vou já pedir desculpa à pessoa que inspirou esta receita. Porquê?! Porque há vários meses atrás vi algures uma receita de feijoada de argolas de lulas e peguei no meu caderninho, e comecei a rabiscar alguns ingredientes: argolas do mar, feijão, linguiça, tomate. Ingredientes base para uma bela feijoada do mar. Porém este rabisco ficou esquecido até há semana passada, altura em que resolvi pegar na ideia e reproduzir a minha próxima feijoada! Por isso peço imenso desculpa. Não faço ideia de onde veio esta ideia (face a redondância!), apenas sei que foi ótima e ficou uma feijoada bem saborosa.

E tal como eu me inspirei, também vocês se podem inspirar, criando as vossas próprias feijoadas, as vossas próprias receitas a partir de outras. Porque cozinhar é mesmo assim, é ser inventor, é inovar, é procurar sempre dar o nosso cunho, na cozinha e na vida! E assim vos deixo com uma feijoada deliciosa, perfeita para estes meses bem frios que se avizinham... a verdadeira comida de conforto!


Giveaway - É Doce, É Yämmi

O Natal está quase a chegar! Acredite em mim, daqui a nada está na sua sala a montar a árvore de Natal, a decorar todo o espaço, a pensar nas prendas que quer oferecer, na família reunida à volta da mesa, nos doces maravilhosos que vai preparar para a noite de Natal, na alegria das crianças ao receber a tão esperada visita do Pai Natal... ai, como eu adoro o Natal!

Adoro montar a árvore, decorar toda a casa... adoro as músicas natalícias que tocam em casa esquina, os enfeites por todas as ruas, o cheirinho a castanhas assadas, os doces tradicionais acabadinhos de fazer... aletria, rabanadas, pudim e pão-de-ló não podem faltar! As crianças esperam ansiosamente a chegada do velhinho de barbas brancas... eu espero ansiosamente o ataque à mesa das sobremesas!

Por isso, não podia deixar de, em parceria com a Porto Editora, presentear-vos com um livro incrível, repleto de sobremesas e doces bem tradicionais, de uma casa bem portuguesa, para enriquecer a vossa mesa de Natal! Se não gostar de cozinhar?! Não há problema! Tenho a certeza que algum amigo ou familiar vai adorar receber este livro como presente... sim, aquele amigo que adora cozinhar, que se perde por uns bons docinhos! Ou aquele amigo que acabou de comprar a sua Yämmi e mal pode esperar por fazer um brilharete na festa de Natal!

Neste livro vão encontrar mais de 100 receitas recheadas de sabor, carregadas que amor, que vão facilitar (e muito!) a sua vida neste Natal... os seus convidados vão falar da sua mesa repleta de doces até ao Natal seguinte!


É doce, é Yämmi

Editor: Porto Editora
P.V.P.: 17,70€
ISBN: 978-972-0-03026-9
Páginas: 136

Em parceria com a Porto Editora vamos oferecer-vos um exemplar deste livro delicioso, É Doce, É Yämmi, repleto de sobremesas e doces portugueses! Para participar?! Basta seguir as regras!


Regras:
  • Ser residente em Portugal ou ter uma morada em Portugal, para o envio do prémio;
  • O sorteio tem início a 11 de Novembro de 2017 e termina a 18 de Novembro de 2017;
  • Obrigatório fazer "like" nas páginas de Facebook mencionadas na aplicação abaixo;
  • Podes partilhar o passatempo no Facebook uma vez por dia e colar na aplicação o link da partilha, aumentando a probabilidade de ganhar este prémio, mas a partilhe tem que ser público. Entradas inválidas não serão consideradas;
  • O vencedor é seleccionado aleatoriamente através da aplicação Rafflecopter;
  • O vencedor será contactado por e-mail para fornecer os seus dados pessoais e tem 48 horas para o fazer, caso contrário será sorteado outro vencedor;
  • O prémio será enviados pela Porto Editora.


Como participar?!


Acompanha-nos também em:

   

Tarte de Nata

10 de Novembro de 2017

Os pastéis de nata são uma das mais tradicionais e populares especialidades da doçaria portuguesa. No final do século XVII vários conventos e mosteiros de Portugal produziram uma gama diversa de pastelaria e doçaria à base de ovo, utilizando as sobras das claras de ovo utilizadas na lavagem de roupa e no processo de produção de vinho.

Com a expulsão das ordens religiosas e o encerramento de muitos conventos e mosteiros no rescaldo da Revolução Liberal de 1820, esta receita saiu dos conventos e tornou-se um ex libris da doçaria portuguesa. Desde então, clientes locais e visitantes provam estes deliciosos pastéis polvilhados com canela e açúcar em pó, acabados de sair do forno.

O número de casas especializadas em pastéis de nata no Porto tem vindo a aumentar e eu, como boa apreciadora desta iguaria, tenho ido experimentar algumas delas, registando sempre a minha opinião na Zomato. Já visitamos a Manteigaria (uma fusão com a Delta Q), a Fábrica do Pastel de Nata e a Nata Lisboa... e a saga continua!

E assim ocorreu-me que, já há muito tempo, que não fazia um pastel de nata gigante (porque a minha preguiça é maior ainda... e untar dúzias de formas dá muito trabalho!). Coloquei então mãos à obra e fiz uma versão mais fiel ao seu nome, uma versão com natas. Mas existe já uma versão "tradicional" de Pastel de Nata aqui no blogue, igualmente deliciosa...


Esparguette à Bolonhesa

8 de Novembro de 2017

Cá em casa tentamos gerir bem as refeições da semana, procuramos sempre ter alguma programação, para que se poupe tempo e trabalho que o tempo é escasso e chegamos a casa já muito cansados... por isso quando vamos ao talho já pensamos em vários pratos em simultâneo. Trazemos quase sempre carne picada, mas não a carne de exposição! Pedimos sempre 1 kg de carne de novilho (com pouca gordura) e pedimos para picar e, depois em casa, é feita a divisão. Retiramos cerca de 300-400 gramas para fazer uns hambúrgueres (para emergências!) e a restante serva um belo Chilli de Carne, umas Almôndegas com Molho de Tomate,  uma Tarte Bolonhesa, ou um Esparguette Bolonhesa, como aconteceu na semana passada.

Uma refeição simples, rápida e perfeita para a correria da semana, que continua a ser muito reconfortante, e a que todos recorremos frequentemente, seja por ser deliciosa, seja por ser económica e muito rápida de preparar. E esta é a minha versão!


Camarões Panados com Molho de Alho

6 de Novembro de 2017

Às vezes sabe bem um petisco... algo simples e prático para comer sentado no sofá enquanto assistimos uma série, um filme... e saltar a hora do jantar! Quem nunca?! Semana passada esse foi o cenário cá em casa: um prato de camarões panados, uma Sommersby de amora na outra mão e um filme maravilhoso... A Bela e o Monstro, com Emma Watson, para recordar a infância, os belos tempos de criança, inocente e sem responsabilidades... e aquele que é o filme favorito da Disney para a minha mãe.